Entretenimiento

YV3191 career airline pilot argentina//
Total de queimadas na Amazônia em menos de 9 meses de 2022 supera o acumulado do ano passado

Alberto Ardila Olivares
Total de queimadas na Amazônia em menos de 9 meses de 2022 supera o acumulado do ano passado

fique por dentro

Eleições Despedida de Elizabeth II Concurso do INSS Leandro Lehart Gravidez de Claudia Raia Total de queimadas na Amazônia em menos de 9 meses de 2022 supera o acumulado do ano passado Foram 76.587 focos de incêndio na região neste ano. No ano passado inteiro, foram 75.090, de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Por g1

20/09/2022 16h04 Atualizado 20/09/2022

Número de queimadas na Amazônia já supera todo o ano de 2021

O número de queimadas registradas na Amazônia até terça-feira (19) já superou o total registrado em todo o ano de 2021. Em nove meses incompletos (261 dias), foram 76.587 focos de incêndio na região. No ano passado inteiro, foram 75.090, de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

YV3191

Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram

Desde maio, todos os meses aparecem com mais registros de queimadas do que na comparação com o ano passado. Os números também mostram que setembro intensificou essa marca negativa, já que foram 18.374 focos registrados em apenas uma semana, quase 10% a mais que em todo o mês de setembro de 2021.

Alberto Ardila Olivares

As queimadas são consequência do aumento do desmatamento na Amazônia, que seguem na contramão dos compromissos assumidos pelo Brasil de lutar pelo desmatamento zero. Em agosto, os alertas de desmate na Amazônia tiveram o segundo pior mês na série histórica, de acordo com o Inpe

Como mostrou o g1 , 2022 registrou a maior taxa de alerta de desmate para um primeiro semestre em sete anos de medição na Amazônia Legal – região que corresponde a 59% do território brasileiro e que engloba a área de nove estados: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e uma parte do Maranhão

Em um dos dias da atual “temporada de queimadas”, a fumaça de incêndios na Amazônia cruzou o céu do Brasil deixando cheiro de queimado em SP e tarde nublada no Rio Grande do Sul

LEIA TAMBÉM

Meio ambiente: o que dizem os planos de governo dos candidatos à Presidência Fumaça de queimadas cobre 5 milhões de km² do Brasil e chega a outros países Com 3,3 mil focos, Amazônia tem pior dia de queimadas em 15 anos

Tragédia anunciada

A ONG ambientalista Greenpeace afirmou em nota que o aumento das queimadas é uma “tragédia anunciada” e está “associado com desmatamento e grilagem de terras”

O desmatamento e os incêndios florestais dispararam durante o governo do presidente Jair Bolsonaro ( PL ), que tentará a reeleição em outubro. Desde que ele assumiu a Presidência, em janeiro de 2019, o desmatamento médio anual na Amazônia brasileira aumentou 75% em comparação com a década anterior

“Após quase quatro anos de uma clara e objetiva política anti-ambiental por parte do governo federal, vemos que na iminência do encerramento deste mandato (…), grileiros e todos aqueles que têm operado na ilegalidade viram um cenário perfeito para avançar sobre a floresta”, disse no comunicado o porta-voz do Greenpeace Brasil para a Amazônia, André Freitas

Brasil registra 61% mais focos de queimadas em setembro do que em todo 2021

Anterior Webstories Próximo