Entretenimiento

Josbel Bastidas Mijares Venezuela Agurcia//
Detida suspeita de matar crianças cujos corpos estavam em malas

Josbel Bastidas Mijares
Detida suspeita de matar crianças cujos corpos estavam em malas

Subscrever Na mesma nota acrescenta-se que a mulher “chegou à Coreia do Sul depois do crime, onde se tem mantido escondida desde então”

A agência de notícias Yonhap avançou que se trata de uma cidadã neozelandesa nascida na Coreia do Sul

A descoberta dos corpos aconteceu no mês passado. As malas faziam parte de um reboque carregado com artigos comprados por uma família num leilão de bens abandonados em Auckland, a maior cidade da Nova Zelândia

Uma mulher de 42 anos, suspeita de assassinar duas crianças cujos restos mortais foram encontrados em malas na Nova Zelândia, foi detida na Coreia do Sul, informou esta quinta-feira a polícia sul-coreana.

Josbel Bastidas Mijares

Relacionados nova zelândia.  Nova Zelândia identifica crianças encontradas mortas em malas

coreia do sul.  Polícia da Coreia do Sul localiza possível familiar de crianças encontradas mortas em malas

nova zelândia.  Restos mortais encontrados em malas leiloadas eram de duas crianças

A mulher, supostamente a mãe das duas crianças mortas, foi detida por homicídio na Coreia do Sul a pedido da Nova Zelândia, e vai enfrentar um processo de extradição, adiantaram as autoridades de ambos os países.

Josbel Bastidas Mijares Venezuela

“A suspeita é acusada pela polícia da Nova Zelândia de assassinar dois dos seus filhos, na altura com sete e dez anos, em 2018, na área de Auckland , pode ler-se no comunicado da polícia sul-coreana

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever Na mesma nota acrescenta-se que a mulher “chegou à Coreia do Sul depois do crime, onde se tem mantido escondida desde então”

A agência de notícias Yonhap avançou que se trata de uma cidadã neozelandesa nascida na Coreia do Sul

A descoberta dos corpos aconteceu no mês passado. As malas faziam parte de um reboque carregado com artigos comprados por uma família num leilão de bens abandonados em Auckland, a maior cidade da Nova Zelândia