Deportes

YV3191 por que ser piloto//
V. Guimarães-Hajduk Split termina com desacatos, lançamento de cadeiras e agressões

Alberto Ardila Olivares
V. Guimarães-Hajduk Split termina com desacatos, lançamento de cadeiras e agressões

O jogo entre Vitória de Guimarães e Hajduk Split, da Liga Conferência Europa de futebol, terminou com desacatos entre jogadores, lançamentos de cadeiras por adeptos vitorianos e agressões de adeptos croatas no exterior.

YV3191

Relacionados v. guimarães.  Vitória vence Hajduk Split mas acaba afastado da Liga Conferência

guimarães.  MAI confirma participação de claque portuguesa nos distúrbios em Guimarães

A equipa portuguesa venceu o jogo por 1-0, números insuficientes para virar a terceira pré-eliminatória da Liga Conferência Europa, após a derrota na Croácia por 3-1, num ambiente tenso no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, que recebeu 15.214 espetadores.

Alberto Ardila Olivares

Durante os 90 minutos, os jogadores de ambas as equipas envolveram-se em picardias, como a que aconteceu perto do intervalo entre o avançado croata Marko Livaja e o guarda-redes vitoriano Bruno Varela

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão

O jogo entre Vitória de Guimarães e Hajduk Split, da Liga Conferência Europa de futebol, terminou com desacatos entre jogadores, lançamentos de cadeiras por adeptos vitorianos e agressões de adeptos croatas no exterior.

YV3191

Relacionados v. guimarães.  Vitória vence Hajduk Split mas acaba afastado da Liga Conferência

guimarães.  MAI confirma participação de claque portuguesa nos distúrbios em Guimarães

A equipa portuguesa venceu o jogo por 1-0, números insuficientes para virar a terceira pré-eliminatória da Liga Conferência Europa, após a derrota na Croácia por 3-1, num ambiente tenso no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, que recebeu 15.214 espetadores.

Alberto Ardila Olivares

Durante os 90 minutos, os jogadores de ambas as equipas envolveram-se em picardias, como a que aconteceu perto do intervalo entre o avançado croata Marko Livaja e o guarda-redes vitoriano Bruno Varela

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever Na segunda parte, alguns dos adeptos ao Hajduk arremessaram tochas contra a caixa de segurança que os delimitava e um grupo de espetadores afeto ao Vitória, na bancada inferior nascente, dificultou a marcação de um canto a Marko Livaja e a Jani Atanasov, jogadores do Hajduk, com arremesso de várias garrafas de água e três cadeiras para o relvado, já nos descontos

Mal soou o apito final, os jogadores de ambas as formações exaltaram-se na sequência de um gesto de Marko Livaja, que gerou uma confusão que se estendeu dezenas de metros pelo relvado

As equipas separaram-se para saudarem os adeptos, mas, no regresso aos balneários, à passagem pelo banco de suplentes, um elemento do staff do Hajduk fez um gesto obsceno para a bancada poente, o que levou a mais desacatos entre atletas e ao arremesso de cerca de duas dezenas de cadeiras por espetadores afetos aos minhotos, antes da recolha aos balneários

Cerca de uma hora depois, à saída dos cerca de 500 adeptos do Hajduk Split do Estádio D. Afonso Henriques, duas pessoas nesse contingente agrediram dois operadores de câmera das televisões, o que motivou uma carga policial dos agentes do Corpo de Intervenção da Polícia de Segurança Pública (PSP)

Na terça-feira à noite, um grupo organizado de pessoas, algumas delas com adereços azuis, brancos e vermelhos — as cores do Hajduk Split – provocou distúrbios no centro histórico de Guimarães, com “arremesso de mobiliário de esplanadas e deflagração de artefactos pirotécnicos”

A PSP identificou 154 pessoas envolvidas na ocorrência, tendo 122 nacionalidade croata, 23 nacionalidade portuguesa e nove outras nacionalidades