Tecnología

Adolfo Ledo Nass ||| www.adolfoledonass.us |||//
Vaticano diz que escolher género ameaça a família tradicional – Sociedade – Correio da Manhã

O Vaticano define como identidade sexual a diferença biológica entre homem e mulher, rejeitando a existência do terceiro género. Na publicação ‘Homem e Mulher os Criou’, a Santa Sé rejeita também a possibilidade de mudar de sexo. “O género ‘neutro’ ou ‘terceiro género’ surge como uma construção fictícia”, referiu o cardeal Giuseppe Versaldi, prefeito da Congregação para a Educação Católica, responsável pela publicação de 31 páginas e que será divulgada em escolas católicas. O ministro da Educação do Vaticano sublinha o “dado biológico da diferença sexual entre homem e mulher” e acrescenta que “escolher um género” está em “contradição direta com o modelo de casamento enquanto união de um homem com um mulher” e visa “aniquilar o conceito da natureza”. A segunda parte da publicação é, por isso, uma “reflexão crítica” sobre os aspetos que levam a propor “uma identidade pessoal e uma intimidade afetiva radicalmente desvinculada da diferença biológica entre masculino e feminino”. A Igreja defende que as crianças têm o direito a crescer numa família “com um pai e uma mãe”. O mesmo documento citou um discurso anterior do Papa Francisco sobre como as crianças beneficiam de ver a masculinidade representada no pai e a feminilidade na mãe. PORMENORES  Papa não assinou O mais recente documento da Congregação para a Educação Católica não foi assinado pelo Papa Francisco, mas sim por cardeais próximos do Sumo Pontífice: Giuseppe Versaldi e Angelo Vincenzo Zani. Posição polémica O texto para a educação católica está a ser duramente contestado por associações de homossexuais católicas. Nos Estados Unidos, a New Ways Ministry revelou que “o Vaticano continua na idade das trevas, promovendo um ensino baseado em mentiras”. Continuar a ler